Blog da AUGE

Navegue e descubra tudo o que você precisa para alcançar o próximo nível...

Imagem de destaque do Artigo: As 4 Falhas que todo Empreendedor deve evitar ao abrir um Negócio

As 4 Falhas que todo Empreendedor deve evitar ao abrir um Negócio

21/10

As 4 Falhas que todo Empreendedor deve evitar ao abrir um Negócio. Neste artigo, destaco as 4 falhas mais comuns cometidas pelos empreendedores iniciantes. CLIQUE NO LINK E CONFIRA!!!

Conteúdo:

É bastante comum no mundo do empreendedorismo que, pelo desejo de realizar o sonho de abrir o próprio negócio, empreendedores iniciantes fiquem cheios de entusiasmo e energia para fazer seu projeto decolar. Entretanto, pela falta de experiência no mercado, eles acabam cometendo falhas que podem ser fatais para o sucesso de sua empresa.

A fim de te ajudar, resolvi destacar neste artigo as 4 falhas mais comuns cometidas pelos empreendedores iniciantes. Todas elas podem ser corrigidas, basta os empreendedores terem atenção e foco na gestão do seu negócio.

1 - Não planejar o negócio


A falta de planejamento é a principal causa do insucesso ou fracasso de muitas empresas. Muitos dos empreendedores até têm o dinheiro para começar um negócio, porém não se atentam ao planejamento.

Na maioria das vezes, a falta de planejamento acontece entre os empreendedores que decidiram entrar no mercado por estarem desempregados. Eles acabam investindo de forma impulsiva e não dão a devida atenção ao capital de giro, por exemplo.

O empreendedor precisa entender que, durante os primeiros meses de vida do seu negócio, a empresa estará em uma fase de vulnerabilidade, a marca ainda não será conhecida e o caixa pode ser limitado. É por isso que até mesmo um pequeno erro pode tomar proporções enormes, causando um efeito “bola de neve” na empresa.

O ideal para o empreendedor é que, antes mesmo de iniciar a operação da empresa, ele faça um planejamento estratégico do seu negócio e busque estudar todos os elementos que envolvem a empresa, por exemplo, público-alvo, fornecedores, a concorrência e tudo o que possa influenciar nos resultados da empresa.

Para as empresas que já iniciaram sua operação, não se desesperem. Como sua empresa está em operação, você terá informações importantes que foram validadas. Com base nessas informações, comece a elaborar um planejamento. Somente desta forma você poderá de fato criar uma empresa consolidada e que traga resultados positivos para você.

2 - Elaborar um plano de negócios longe da realidade


Independente de ramo de atuação, a elaboração de um plano de negócios é fundamental para o sucesso e crescimento das empresas. No entanto, para conseguir fazer um plano de negócio assertivo, é necessário primeiro fazer uma ampla pesquisa de mercado.

A questão é que, na hora de elaborar o plano de negócio, os empreendedores acreditam que precisam apenas colocar as informações com base no que eles acham, o que, na maioria da vezes, são dados equivocados e até mesmo inconsistentes. Quando se faz um plano de negócio dessa forma, os erros que podem acontecer vão desde criar um produto ou serviço incompatível com o público definido até precificar de forma errada.

3 - Não buscar capacitação para empreender


Como eu disse no início, na maioria das vezes, a falta de planejamento acontece entre os empreendedores que decidiram entrar no mercado por estarem desempregados.

Segundo um estudo realizado pelo Sebrae, o percentual de novas empresas de 3 a 5 anos criadas por oportunidade (iniciar um negócio ainda que se possua outras alternativas na área profissional) foi de 71% em 2014 para 57% em 2015, se mantendo estável em 2016. Por outro lado, o percentual de novas empresas de 3 a 5 anos criadas por necessidade (desemprego) saltou de 29% em 2014 para 43% em 2015, e se manteve estável em 2016. Confira no gráfico abaixo:


Muitos desses empreendedores abriram o seu negócio sem possuir um devido conhecimento do mercado e sem nenhuma capacitação profissional e, por isso, tiveram dificuldades para captar clientes e também para gerir a empresa financeiramente.

A minha intenção não é passar a ideia de que é necessário fazer faculdade para abrir um negócio, pelo contrário, existem muitos cases de sucesso acerca de pessoas que criaram empresas de sucesso sem ter esse nível de instrução. O que eu quero que você entenda aqui é que é necessário buscar o máximo de informações possíveis sobre o mercado de sua atuação e sobre como você fará para gerenciá-lo.

4 - Misturar as finanças pessoais com as finanças da empresa


Infelizmente, mais uma vez, por falta de experiência, muitos empreendedores não compreendem que, na verdade, não são donos do dinheiro da empresa e por isso acabam misturando as finanças pessoais com as da empresa. Essa ação, por mais que possa parecer inofensiva, é capaz de gerar uma grande dificuldade no controle financeiro trazendo prejuízos irreversíveis para o caixa da empresa.

O melhor caminho para evitar esse tipo de situação na empresa é estabelecer um pró-labore para os sócios, ou para você, no caso de ser um “empreendedor individual”.

Outra dica é que, a cada retirada ou a cada pró labore, o empreendedor retire um percentual para criar sua reserva pessoal. O ideal é que também faça o mesmo para o seu negócio, ou seja, o dinheiro que sobra no caixa da empresa deve ser colocado em um fundo, “poupança” ou outra forma de rendimento. Dessa forma, a empresa e você estarão preparados para possíveis momentos de dificuldade.

É importante ressaltar que, ao misturar as finanças pessoais com as finanças da empresa, você pode ter problemas com a Receita Federal. Por isso, muito cuidado.

Conclusão

Esses são apenas algumas das falhas cometidas pelos empreendedores iniciantes. Eu espero que, durante a leitura deste artigo, você tenha percebido que as falhas citadas estão diretamente ligadas à gestão estratégica e à gestão financeira do negócio, ou seja, estas são áreas importantes que você deve dar atenção para conseguir criar uma empresa que passe dos 5 anos de vida e se torne um negócio de sucesso.

Gostou desse artigo? Deixe um comentário abaixo e se inscreva em nossa newsletter para receber conteúdos exclusivos.

Por Antônio Júnior, Especialista em Gestão Estratégica de Negócios e Master Trainer.


Inscreva-se em nossa NewsletterReceba todas as promoções, novos cursos e eventos em seu e-mail.
Imagem de destaque do Artigo: 07 Práticas Básicas para Aumentar sua Capacidade de Delegar

07 Práticas Básicas para Aumentar sua Capacidade de Delegar

07 Práticas Básicas para Aumentar sua Capacidade de Delegar. Neste artigo, apresento 07 práticas básicas que farão você aumentar a sua capacidade de delegar tarefas. CLIQUE NO LINK E CONFIRA!!!...

Ver artigo completo
Imagem de destaque do Artigo: Lucro e Faturamento: Saiba a Importância de Entender as Diferenças

Lucro e Faturamento: Saiba a Importância de Entender as Diferenças

Lucro e Faturamento: Saiba a Importância de Entender as Diferenças. Neste artigo, explico a diferença entre lucro e faturamento e de que maneira eles podem ser aplicados na sua empresa. CLIQUE NO LINK E CONFIRA!!!...

Ver artigo completo
Imagem de destaque do Artigo: O Microgerenciamento está acabando com a sua Empresa

O Microgerenciamento está acabando com a sua Empresa

O Microgerenciamento está acabando com a sua Empresa. Neste artigo, explicamos sobre o que é, quais as causas e como o microgerenciamento pode prejudicar a gestão da sua empresa. CLIQUE NO LINK E CONFIRA!!!...

Ver artigo completo